Principais Impactos do Negócio

As informações aqui relatadas fazem referência à JSL Logística, onde está concentrada a nossa prestação de serviços e, consequentemente, a maior parcela dos impactos.

Gestão de Segurança

A segurança é diretriz fundamental em nossas operações. Na realização das nossas atividades, atuamos na conscientização do risco para a redução de acidentes, a partir de campanhas e treinamentos de prevenção e educação no trânsito. De 2014 para 2015, a taxa mensal de acidentes reduziu 17,7%, em função de fatores como a troca de ferramentas da equipe de manutenção da operação de Transporte de Passageiros, melhorias na sinalização das áreas operacionais, realização de workshop de segurança, programa funcionário padrão, onde o colaborador é premiado conforme seu bom comportamento, treinamento da liderança e de percepção risco, além do acompanhamento mais próximo da área de SSMA das atividades operacionais.

Investimos na capacitação de nosso pessoal, com treinamento com carga horária média de 12 horas/ano voltado para as equipes operacionais, e na aquisição de veículos e equipamentos. Em 2015 tivemos a implantação do Sistema de Gestão de Acidentes que facilitou a gestão e monitoramento, o sistema possui ferramentas para identificação da causa raiz e plano de ação, uma equipe corporativa fica dedicada a acompanhar as investigações das causas dos acidentes no sistema, analisando e orientando as operações em relação às ações preventivas. O monitoramento dos acidentes é diário e seu controle é mensal, com reporte para o Comitê de Sustentabilidade, que analisa os indicadores de danos pessoais e materiais, dentro e fora das dependências da empresa.

Eficiência energética - renovação da frota

Em linha com o Plano Nacional sobre Mudança do Clima, entendemos como fundamental estimular a eficiência energética na área de transporte. Assim, promovemos iniciativas que contribuem para minimizar o impacto ambiental de nossas operações, como o uso racional do combustível, a reciclagem de óleo lubrificante e a realização do inventário de emissões.

A nossa frota de veículos pesados, composta por caminhões, cavalos mecânicos e ônibus, apresenta idade média de 2,9 anos, bastante inferior à média de 13,3 anos1 da frota nacional, o que contribui com o menor consumo de combustível e consequente redução de emissões. Em dezembro de 2015, 70% da nossa frota de veículos pesados tinha motores Euro 5, que emitem menos CO2, menos material particulado e menos óxidos de nitrogênio que as demais tecnologias disponíveis no País.

Benefícios da renovação da frota:

  • Maior segurança;
  • Redução da poluição;
  • Melhor eficiência energética;
  • Melhor eficiência logística;
  • Melhores condições de trabalho (Lei do caminhoneiro);
  • Menor custo de manutenção;
  • Estímulo a toda cadeia produtiva;
  • Difusão de tecnologia ambientalmente amigável (por meio da venda de ativos).

1Fonte: ANTT - Agência Nacional de Transportes Terrestres, em 03/04/2016

Os seguintes fatores também são parte da nossa estratégia de eficiência energética:

  • Utilização de combustível com baixo teor de enxofre, que reduz emissão de fumaça branca e aumenta a vida útil do óleo lubrificante;
  • Uso de defletores;
  • Treinamento de direção defensiva e condução econômica;
  • Orientação para melhor manutenção e conservação dos pneus;
  • Sistema de telemetria;
  • Utilização de veículos especiais, aumentando a ocupação e, consequentemente, redução na emissão de CO2, como bitrens.

Oferecemos treinamentos e programas aos motoristas próprios e agregados para capacitá-los em relação a técnicas de direção voltadas para a redução do consumo de combustível, desgaste e índice de manutenção por falhas operacionais. O objetivo é disseminar conhecimento, aumentar a segurança, diminuir o impacto ambiental e reforçar a importância de boas práticas nas estradas. Em linha com essa diretriz, realizamos o programa Pela Vida. Saiba mais.

Gestão de Resíduos

Em linha com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, controlamos e monitoramos o consumo de pneus, óleo lubrificante e diesel, principais insumos e de maior potencial poluidor das nossas operações. Orientados por procedimentos de Gestão de Resíduos, fazemos o descarte correto de pneus e de óleo lubrificante, e gerenciamos o progresso desse descarte adequado, a fim de reduzir os impactos ambientais de nossas operações.

Os pneus de veículos pesados são descartados em Ecopontos credenciados, com laudo de destinação de acordo com os preceitos estabelecidos pelo IBAMA.

O óleo lubrificante é destinado para reciclagem, também com laudo de coleta e destinação adequada, conforme a Agência Nacional do Petróleo - ANP.

Do total de diesel consumido em 2015, 90,8% era do combustível com baixo teor de enxofre, que reduz emissão de fumaça branca e aumenta a vida útil do óleo lubrificante.


Uso de água

Monitoramos o consumo de água das garagens que fazem manutenção nos veículos, atividades que apresentam maior consumo desse recurso. O objetivo desse monitoramento é identificar oportunidades de otimização do uso e/ou gargalos que possam aumentar o consumo.

Em 2015, o nosso sistema de reuso é instalado em operações onde o consumo é mais significativo, e a água de reuso utilizada representa 31,1% do consumo de água pública dessas garagens. A redução do reuso comparada aos anos anteriores está relacionada tanto com a redução da frota de veículos pesados, quanto com a necessidade de manutenção dos hidrômetros. Para acompanhar o consumo de água da chuva, passamos a monitorar a captação da filial de Parauapebas - PA, que em 2015, coletou 109,00 m³.

Para conscientizar nossos colaboradores e terceiros sobre o uso eficiente da água, divulgamos em nossos canais de comunicação campanhas a fim de promover a redução do consumo.

*Estações de reuso presentes nas unidades Caçu, Parauapebas, Poá, Rio de Janeiro, Itaquaquecetuba e Caju

Emissões de gases de efeito estufa

Para o gerenciamento e melhoria da eficiência das emissões, conduzimos em 2015 nosso 6º Inventário de Emissões, realizado pela FBDS2 e com base nas diretrizes do GHG Protocol. O total de emissões diretas e indiretas de todas as operações foi de 310.578,0 t CO2eq nesse ano, não houve emissão de substâncias destruidoras da camada de ozônio (valores de referência em GWP - Global Warming Potencial). A maior parte das nossas emissões de gases de efeito de estufa tem origem de fontes móveis.

Dado o diversificado portfólio de serviços prestados, o monitoramento das emissões é realizado por operação, consolidados por ramo de negócio e cliente, considerando as particularidades de cada negócio. Esse diagnóstico auxilia na identificação de oportunidades de melhorias e desafios atrelados ao nosso modelo de negócio, intensificando o nosso compromisso em relação à eficiência em termos de emissões das operações. Com o crescimento esperado para os próximos anos, trabalhamos no sentido de ampliar esse nível de eficiência, para contribuir na questão do aquecimento global e no desenvolvimento sustentável do setor de logística.

2Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável

Respeito à biodiversidade

Possuímos uma área verde de 32.150,0 m², localizada no Centro Logístico Intermodal, em Itaquaquecetuba - SP. Essa área é a de maior cobertura vegetal dentre as demais filiais, pois essas últimas estão localizadas em centros urbanos ou dentro de clientes.

Nessa região temos uma Área de Preservação Permanente - APP de 26.183,7 m², localizada na Bacia de Esgotamento do Ribeirão Perová, localizado na bacia hidrográfica do Alto do Tietê. Essa região recebe contribuição de áreas rurais e periurbanas com pequenos cursos d‘água que drenam para o Rio Tietê, e a área afetada pelo descarte de efluentes do nosso Terminal tem 48.578,7 m³. Para minimizar esse impacto, instalamos Estações de Tratamento de Efluentes - ETE, que têm o objetivo de tratar o efluente oriundo da manutenção e lavagem dos veículos. Após o tratamento, é realizada uma análise para verificação do atendimento aos padrões definidos pelos órgãos ambientais.

Em 2015 fizemos a manutenção das 8.466 mudas de árvores plantadas, selecionadas a partir da ocorrência natural, capacidade de desenvolvimento e de seus atributos paisagísticos. A biodiversidade do local é composta por fauna e flora típica com base na resolução da SMA 08/2008, que descreve os tipos de árvores nativas.

Essa área possui uma função paisagística, com benefícios a população como: redução da poluição com a oxigenação; diminuição da poluição sonora com a redução de ruídos da cidade; menor temperatura externa com a absorção de raios solares; redução na velocidade dos ventos; sombreamento; abrigo à fauna existente; influência no balanço hídrico; valorização visual e ornamental do espaço urbano.

Investimentos ambientais

Todas as nossas empresas investiram, em 2015, R$ 4,3 milhões em processos e equipamentos com o objetivo de aumentar a eficiência de suas operações. O total de investimentos ambientais considera ações voltadas para a conscientização dos colaboradores sobre a importância ambiental e a condução econômica, o programa Carbon Free da Movida, as adaptações de nossas garagens para a sustentabilidade, além do cumprimento das condicionantes das licenças, a fim de atender os requisitos legais aplicáveis ao nosso negócio.

Seu mundo em movimento e muito melhor para se viver - Locação carbon free

Preocupada com o processo de efeito estufa e o aquecimento global, a Movida oferece aos seus clientes, desde 2011, a locação Carbon Free, que neutraliza as emissões de poluentes através do plantio de árvores. A escolha é do cliente que, ao optar pelo programa, tem uma taxa adicional incluída ao valor da diária da locação. Para cada adesão, a Movida contribui financeiramente, compartilhando a responsabilidade.

A iniciativa visa neutralizar a mesma quantidade de CO2 emitida durante a locação do veículo pelo cliente, por meio do plantio de árvores no território brasileiro, uma vez que as florestas captam o CO2, reduzindo sua concentração na atmosfera e contribuindo positivamente para o combate às alterações climáticas.

A Movida já está no seu sétimo plantio Carbon Free. No início de 2016 firmou uma parceria com a SOS Mata Atlântica para o plantio de 7.545 mudas de árvores nativas para neutralizar as emissões do equivalente a 986,7 toneladas de CO2 do programa Carbon Free do ano de 2015. Essa parceria com a SOS Mata Atlântica vem para consolidar ainda mais a responsabilidade que a empresa tem com o meio ambiente. Saiba mais.

Mais acessados
Fechar