Cenário Setorial

O ano de 2017 se manteve desafiador, visto que o Brasil ainda se recupera de uma das maiores crises econômicas de sua história. No entanto, constatamos uma sinalização de retomada do crescimento no segundo semestre, devido aos maiores volumes em diversos segmentos, como Automotivo, Papel e Celulose e Agronegócio. No setor de logística, a JSL continuou se adaptando às novas demandas de seus clientes, visto que em meio a um cenário de recessão, a busca por soluções customizadas e produtividade se intensificou. Por sua vez, o crescimento da Movida continuou robusto, já que o mercado de locação de automóveis tem alto potencial de transformação e está em um estágio inicial de desenvolvimento no Brasil.

Os dados da "Sondagem Expectativas Econômicas do Transportador 2017" - realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) - indicam que os transportadores brasileiros demonstram um otimismo cauteloso em relação a 2018. Dentre os participantes, 31,9% revelaram que o desempenho de suas empresas foi inferior ao estimado em 2017. Entretanto, 19,7% deles já registraram aumento em relação a 2016, dado o aumento do número de viagens - que subiu para 31,2% nas empresas participantes, fortalecendo a percepção do início de uma lenta e gradual retomada da atividade econômica brasileira.

Em relação ao mercado de veículos leves, com base na carta da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) de janeiro de 2018, o licenciamento de veículos em 2017 cresceu 9,2% comparado com 2016, com 2,2 milhões de unidades comercializadas. A produção aumentou 25,2% no período, pois 2017 foi o ano em que o Brasil mais exportou em toda a história, com alta de 46,5% das unidades de veículos exportadas durante o ano. As projeções da entidade para 2018 também são otimistas, já que a expectativa é de crescimento em todas as vertentes: 11,7% no licenciamento, 5% na exportação e 13,2% na produção.

Última Atualização em 28 de Agosto de 2018

Voltar Topo

Linha do Tempo

Mais acessados
Fechar